Valores

A relação do bebê com o livro


Um livro pode se tornar o melhor aliado de seu filho. Nunca é muito cedo para introduzir histórias na vida das crianças. Muito antes saber lerOs bebês podem se relacionar com os livros, pois são capazes de ouvir, ver e sentir (sentem antes mesmo de nascerem, segundo especialistas).

Desde que eles nascem, a curiosidade das crianças se desenvolve e pelos sentidos se descobre como se gera e se incrementa a curiosidade e o gosto pelos livros e suas histórias. Leve seus filhos para o mundo da leitura!

Os bebês nascem com necessidades básicas de afeto, sono, comida ... e também nascem com necessidade de histórias. Eles precisam de estímulo à palavra, tanto oral quanto escrita, tendo o adulto como cúmplice. Quanto mais cedo os bebês forem apresentados a esses estímulos, melhor. Desde o berço, é conveniente contribuir com pensamentos e palavras através de canções, canções de ninar, jogos corporais e narração de pequenas histórias.

Antes dos três anos de idade, a relação mãe-filho ou pai-filho cria situações muito especiais para o desenvolvimento da linguagem. Se isso acontecer desde o início, terá enormes vantagens no desenvolvimento posterior da criança. Não sabemos o que eles entendem, mas podemos saber o que eles preferem. E todos eles querem histórias, palavras especiais, sons, seja qual for o seu significado! Para os bebês, desde o início, podemos falar com eles de três maneiras diferentes:

- Com a linguagem dos fatos, dos atos, das situações, do cotidiano. É a linguagem que normalmente usamos quando o vestimos, o alimentamos, o amamos.

- Com a linguagem da história, que tem a mesma capacidade de comunicação da linguagem escrita. Usamos essa linguagem ao contar, cantar, recitar. Ele não está tão interessado no conteúdo quanto no som das palavras. Com essa linguagem, a linguagem cotidiana se desenvolve.

- Com a linguagem do silêncio, necessário para que ele internalize o que lhe comunicamos e seja capaz de responder aos estímulos.

A evolução de interesses e habilidades em crianças pequenas é excepcionalmente rápida nos primeiros anos de vida. O primeiro contato da criança com o livro é um ato de exploração sensorial. Gosta de levar à boca, olhar, tocar, jogar, pegar com as mãos, manipular e descobrir. Por volta do primeiro ano, um bebê é capaz de reconhecer seus pais por meio de uma fotografia, e também será capaz de reconhecer objetos familiares representados em ilustrações de livros.

Estas são as suas primeiras etapas no processo de iniciação da leitura. A aquisição da linguagem ocorre entre 10 e 30 mesesÉ um período de intensa conquista intelectual para a criança caminhar em direção à sua autonomia. Por volta dos dois anos, a maioria das crianças usa convenções literárias: repetições de palavras, fórmulas para começar e terminar histórias, mudar o tom da voz, etc. Todos esses avanços, sem dúvida, aumentarão naquelas crianças que ouviram muitas histórias contadas. Tudo isso nos incentiva a começar a contar e brincar com as histórias o mais rápido possível.

O livro é um instrumento de cultura que promove o aprendizado e permite a criança desenvolve sua capacidade de atenção e expressão, conhece o mundo ao seu redor e expande seu vocabulário. Desde o início, os livros são um excelente meio de comunicação entre o adulto e o bebê. Com um livro nas mãos, o adulto fala, olha, acaricia e estabelece uma relação de amor com a criança. A leitura, por outro lado, é um ato em que o afeto desempenha um papel de destaque. Tem que oferecer à criança momentos de muito carinho, que a façam relacionar o ato de ler com satisfação pessoal.

Por isso, o papel dos pais é fundamental para que os livros e suas histórias cheguem até eles. Os pais podem relacionar o que está nos livros com o que a criança sabe, com o que ela gosta, com o que a satisfaz e necessita. A família é, portanto, um elemento determinante na o desenvolvimento do hábito de leitura da criança, especialmente se levarmos em conta que as crianças imitam modelos de comportamento. É muito importante que os pais contem, leiam em voz alta e se tornem referências definitivas do hábito de leitura dos filhos.

Teresa Corchete Sánchez. Fundación Germán Sánchez Ruipérez Rodada de livros: programa de promoção da leitura com crianças de 9 meses a 3 anos. Centro Internacional do Livro Infantil e Juvenil

Você pode ler mais artigos semelhantes a A relação do bebê com o livro, na categoria Livros no site.


Vídeo: Czy można uratować ten związek (Julho 2021).