Valores

Os palavrões das crianças


"O que você disse?" Uma mãe insatisfeita pergunta ao filho que acabou de praguejar. É esta a melhor forma de lutar para evitar que as crianças falem palavrões? A independência que as crianças estão testando gradualmente as induz a testar o limite do que é permitido. Dizer tacos ou praguejar é um exemplo disso.

Uma maldição ou taco geralmente surge quando a criança descobre e usa o poder da linguagem para se expressar. Cronologicamente, podemos situar essa circunstância entre os 3 e 5 anos de idade, quando a criança vai para a "escola secundária". É mais uma etapa pela qual algumas crianças passam.

Neste verão, reli o livro da psicóloga Rosa Jové, Feliz pais, que também é o autor de "Durma sem lágrimas". Neste manual, são coletados bons conselhos sobre o que os pais podem fazer quando confrontados com o xingamento de nossos filhos, considerando, é claro, que cada família coloca o filho dentro dos limites que considera aceitáveis, já que as mesmas palavras não nos "ofendem" todo. Algumas de suas recomendações são as seguintes:

1. Coloque um exemplo. Se você não quer que seu filho pragueje, não diga isso você mesmo. Além disso, o que foi ouvido não pode ser reproduzido ou imitado.

2. Evite rir ou sorrir de qualquer palavrão. Por mais engraçada que seja uma expressão ou alguma maldição, rir disso é um erro porque incentiva a criança a repeti-lo.

3. Explique de forma simples e clara que essas palavras ofendem, incomodam, que não são respeitosos e se lhe contassem, ele também não gostaria de ser tratado assim.

4. Fique calmo e não dê muita importância já que uma atitude excessivamente afetada por parte do adulto pode produzir o efeito oposto. Que a criança sente que os tacos não são a melhor forma de chamar a atenção dos pais. O melhor é redirecionar esse estágio naturalmente para que os palavrões "percam seu poder" e seu efeito na criança.

5. Oferecer alternativas. Adicione outras palavras a um sentimento ou situação em que a criança se encontra. Cada família pode adotar as palavras de seu meio cultural e social que sejam mais adequadas. Ensine às crianças, por exemplo, que é melhor dizer ao irmão que ele está chateado porque você quebrou o carrinho dele, do que chamá-lo de "idiota" ou "burro". Os pais podem inventar uma palavra nova divertida para substituir uma das ofensivas.

6. Leituras de oferta para aumentar o vocabulário da criança e fazê-la descobrir novas palavras, expressões, exclamações, ... mais divertida.

Se a situação persistir, talvez os pais devam avaliar outras causas, por exemplo, se dão atenção suficiente à criança ou se estão sendo muito rígidos com sua educação. E se você quiser saber mais sobre o assunto, sugiro que leia este livro.

No Feliz pais, da editora La Esfera, você também encontra todo tipo de informação sobre como cuidar e entender seu filho de 0 a 6 anos: alimentação, sono, birras, linguagem, comportamentos e muito mais.

Vilma Medina. Diretor do nosso site

Você pode ler mais artigos semelhantes a Os palavrões das crianças, na categoria de Conduta no local.


Vídeo: EIS QUE DESCOBREM O GRUPO DAS CRIANÇAS (Agosto 2021).