Histórias infantis

Uma lição para Clotilde. História para parar de roer as unhas


Morder as unhas É um mau hábito que os pais devem corrigir o mais rápido possível em nossos filhos. Pode ser uma tarefa complicada, por isso sugerimos que você se sente com eles e descubra essa história para eles. É a história de uma menina, Clotilde, que acontece igual a ela. Certamente eles se sentirão identificados e seguirão seu exemplo! Nós começamos!

Clotilde era uma menina que sempre contava histórias. Todos os seus amigos gostaram muito de suas histórias. Mas, um dia, as palavras não quiseram sair de sua boca. Bem, mais do que não querer sair, eles simplesmente não podiam. E a questão é que Clotilde tinha sido roendo as unhas de uma forma voraz.

Não importava se eles eram pintados de rosa, sua cor favorita. Em apenas alguns segundos, os dedos estavam em sua boca. A mãe sempre lhe explicara que seus dedos iam doer e, além disso, que podiam ficar deformados, mas Clotilde não conseguia evitar: morder as unhas era o que ele mais gostava de fazer.

Aos poucos, as unhas foram sendo armazenadas em suas bochechas. Vinham de todas as cores e eram tantos que, para se conhecerem, resolveram organizar uma festa na boca de Clotilde. Seus dentinhos começaram a temer muita invasão.

Para dançar, as unhas precisavam de muito espaço, então da noite para o dia as bochechas da menina começaram a crescer. Cresceram tanto que muitas amigas de Clotilde pensaram que ela tinha dois balões grandes colados no rosto. Clotilde não se incomodou, ela nunca se importou em ser bonita ou feia.

Porém, quando Clotilde tentou contar uma de suas histórias, seus amigos mal a compreenderam. E foi tamanho o esforço que tiveram que fazer que não quiseram mais brincar com ela.

Semanas se passaram e chegou o dia em que as palavras não queriam sair de sua boca. Eles tinham medo de tantos pregos e não havia espaço para passar. E foi então que Clotilde ela decidiu que roer as unhas não era divertido. Clotilde parou de fazer isso e voltou a brincar com todas as amigas e a contar histórias incríveis.

Agora é a hora de saber se o seu filho, além de se divertir com a louca e maluca história de Clotilde, essa contadora de histórias, também entendeu a mensagem dessa história.

Para fazer isso, sugerimos que, após a leitura (lembre-se de sempre escolher um horário de silêncio do dia), você faça as seguintes perguntas ao seu filho e, se alguns conceitos não tiverem sido claros para ele, não hesite em recitar este conto!

1. O que a Clotilde mais gosta de fazer?

2. O que acontece um dia na vida dessa garota que a impede de aproveitar seu hobby?

3. Com que se enche a boca de Clotilde?

4. O que Clotilde faz para poder contar histórias aos amigos?

Você pode ler mais artigos semelhantes a Uma lição para Clotilde. História para parar de roer as unhas, na categoria Contos infantis no site.


Vídeo: Homem quase morre por SEPSE depois de roer as UNHAS! (Agosto 2021).