Primeiros socorros

Dicas para curar bolhas em crianças


Se há algo mais desagradável, é aquele momento em que, por algum motivo, a pele entra em contato com calor excessivo e quando queimados, eles aparecem bolhas na pele.

Quando isso acontece com algum de nossos filhos, seja por queimadura, atrito de sapato, infecção ou outra circunstância, é necessário que saibamos o que fazer para curar bolhas e que a dor dure o mais curto possível.

Quando as crianças estão queimadas, a primeira coisa que temos que fazer é abrir o torneira de água fria e que coloquem as mãos ou a parte afetada em questão sob esta superfície para que a dor desapareça. Desta forma, poderemos evitar, graças a este truque caseiro e ao soro de limpeza profunda, que a temida bolha não apareça.

O mesmo acontecerá no caso dos calçados, se soubermos que são muito estreitos, aconselha-se o uso de palmilhas para evitar bolhas incômodas, pois a fricção do próprio calçado pode contribuir para sua aparência.

Se não há nada para fazer e temos a bolha na pele, o mais importante é que saibamos atacar a bolha com líquido. O mais importante no ponto que já existe uma bolha é que a curemos o mais rápido possível para que não ocorra infecção.

Para que o bolha não desenvolve infecção, há duas variáveis ​​médicas ao agir quando há líquido nessas áreas. Há um meio que é o que recomenda que seja mais aconselhável retirar o líquido que se encontra no interior, de forma a poder curar a superfície e evitar que os danos sejam maiores.

Cortar o “excesso” da bolha não precisa ser doloroso para a criança se o fizermos cuidadosamente com a tesoura apropriada. A pele que é nova sem o líquido é aquela que será lavagem profunda com muito cuidado, e aquele que deve ser curado com o auxílio de soro fisiológico, que o deixará completamente limpo embora aberto, pois a pele deve regenerar.

No entanto, existem outras razões médicas para não abra a ferida em questão. Alguns profissionais consideram que retirar a camada que protege a área afetada poderia ter o efeito contrário, ou seja, faria com que ela ficasse mais danificada ao invés de prevenir a infecção. Tudo vai depender do tipo de líquido no iparte inferior da bolha, que será o que nos fará ver se necessário corte a pele que sobra nas crianças para que se sintam melhor, ou se é melhor deixar que desapareça por si só.

O próximo passo, uma vez que tenhamos escolhido uma das duas formas, seja o corte da bolha ou não, é aplicar uma gaze que segura a parte afetada, que pode ser o calcanhar do pé por um sapato, ou um dedo de uma queimadura ou mão. Nas ocasiões em que a bolha é produzida por um impacto maior, como uma queimadura de maior grau, é utilizado um creme antibiótico recomendado pelo médico especialista.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Dicas para curar bolhas em crianças, na categoria Primeiros Socorros no local.


Vídeo: DICA Como CURAR BOLHAS nos pés em ultramaratonas e peregrinações (Junho 2021).