Conduta

Meu filho me bate quando fica com raiva, o que devo fazer?


Fala-se muito dos maus-tratos dos pais aos filhos, mas em menos ocasiões o assunto é discutido quando acontece ao contrário, quando são os filhos que agridem física ou verbalmente os pais.

Nestes casos, a vítima costuma ser a mãe e geralmente não ocorre porque a família é desestruturada, os pais são muito autoritários ou têm baixo poder aquisitivo. Assim, O que leva uma criança a atacar e insultar seus pais?

Todos nós vimos uma criança que, no meio de uma grande birra, tentou empurrando ou batendo em seus pais, e até mesmo os insultando. São situações delicadas, em que muitos pais ficam petrificados ou outros reagem com violência, mas, acima de tudo, não entendem por que seus filhos têm essas reações agressivas.

Além dos casos em que o motivo é biológico e está associado a algum transtorno, as estatísticas mostram que essas crianças não têm pais muito autoritários, nem vêm de famílias distintas ou de baixo nível socioeconômico.

O principal problema é a falta de normas e limites na educação. Eles são filhos que recebem uma educação excessivamente permissiva, na qual mantêm uma hierarquia de iguais com seus pais. São crianças tirânicas e mandonas, com baixa tolerância à frustração, não aceitam não como resposta, são impulsivas e demonstram pouco apego aos outros.

Estudos revelam que crianças que desenvolvem comportamentos agressivos em uma idade precoce têm uma tendência de continuar com esse comportamento quando forem mais velhas, para impedi-lo os pais podem:

- Estabelecer regras e limites: deixe o usual 'comporte-se' e explique o que esperamos deles e como eles devem se comportar. Não é necessário inundá-los com regras, mas estabelecer algumas regras básicas que eles entendam e respeitem.

- Sem motivos quando está em plena explosão: o momento da birra não é o mais apropriado para o diálogo. Nesses momentos, tentaremos evitar que eles se machuquem, a outras crianças ou a nós e esperaremos até que passe o acesso de raiva para fazê-los entender por que o que fizeram não está certo.

- Não reaja com violência: Se gritarmos, batermos ou insultarmos nossos filhos, eles imitarão esses comportamentos violentos. Eles vão considerar o abuso como algo normal.

- Estimular o vínculo: fazer com que saibam o quanto os amamos, participar dos seus hobbies, conversar com eles, mostrar-lhes carinho, enfim, promover também a inteligência emocional nos nossos filhos e o apego é fundamental.

- Controle sua impulsividade: Devemos ser um exemplo nesse sentido, devemos também estabelecer consequências para que eles entendam quando não agiram bem ou podemos até mesmo ensiná-los a seguir instruções passo a passo, fazendo jogos ou receitas culinárias, para que aprendam a se autocontrolar.

- Eduque em empatiaEnsiná-los a se colocar no lugar do outro é essencial para que controlem essa agressividade e persistam em sua atitude ofensiva para com os outros.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Meu filho me bate quando fica com raiva, o que devo fazer?, na categoria de Conduta no local.


Vídeo: Como fazer seu filho te obedecer sem recorrer a força (Junho 2021).