Portage

Dicas para usar portadores de bebê


Hoje existe uma grande quantidade e variedade de acessórios que podem auxiliar os pais no cuidado dos bebês. Sistemas de transporte de bebês, mais conhecidos como transportadoras de bebêsão uma delas porque permitem que os pais carreguem o bebé seguro, protegido e junto ao corpo nas suas viagens, precisamente na fase em que o pequeno mais precisa. O uso de porta-bebês ou lenço para carregar o bebê favorece o vínculo afetivo entre pais e filhos.

O contato próximo do bebê com o corpo de seus pais é muito importante, principalmente nos primeiros meses de vida. As mochilas são um dispositivo muito confortável e seguro para que os pais possam fazer todo o tipo de passeios e caminhadas com o bebé nos braços, sem ter que abrir mão do contacto direto e total com o pequeno.

As mochilas ou tipóias para bebés oferecem liberdade de movimentos e são práticas para realizar as suas muitas tarefas. Estas são as dicas doDr. Cesar García Fontecha, ortopedista pediátrico, para o uso e escolha de portadores de bebês, a melhor posição e tudo que deve ser levado em consideração na hora de usar as mochilas para recém-nascidos e bebês.

1. O peso dos bebês. As mochilas são projetadas para transportar o bebê desde o nascimento. Não é aconselhável carregar bebês com menos de 3,5 quilos ou com mais de dois quilos (desde quando os pais não apresentam fadiga muscular).

2. Troca afetiva entre pais e bebê. Tanto o bebê quanto sua mãe ou pai podem se beneficiar da troca afetiva e sensorial.

3. Posição do bebê na mochila. A melhor posição para carregar o bebê é de frente para os pais, pelo menos nos primeiros 6 meses. Os bebês podem ser colocados voltados para a frente quando a mochila for corretamente desenhada para isso e quando o bebê tiver mais de 6 meses de idade ou quando ganhar força muscular para apoiar a cabeça e manter o tronco firme.

4. A mochila e a displasia da anca nos bebês. Os portadores de bebês não favorecem o aparecimento de displasia de quadril em bebês. Pelo contrário, uma mochila pode ter um efeito protetor contra a displasia da anca. Seu design permite a livre movimentação das articulações das pernas e quadris, o que favorece a correta nutrição da cartilagem articular.

5. Escolha de uma portadora de bebê. Ao comprar uma cadeirinha de bebê, os pais devem escolher uma mochila segura e confortável, fácil de colocar e tirar, com suporte e posição adequados, evitando áreas de compressão ou alças que possam causar lesões ao bebê. As alças devem ser largas e acolchoadas, com tamanho ajustável e tecido adequado a cada temperatura.

A mochila deve ter um suporte correto para o portador, que lhe permita distribuir corretamente o peso e evitar o aparecimento de fadiga muscular. Deve ser feito de um material respirável e lavável.

6. Porta-bebês para gêmeos ou gêmeos. O uso de um portador duplo não é aconselhável, pois limita consideravelmente o contato entre o portador e o bebê. Uma boa mochila deve distribuir a carga sobre os ombros, costas e quadris do portador, e isso é feito de forma adequada para carregar um único bebê. O excesso de peso da carruagem dupla pode causar lesões osteomusculares no pai ou na mãe.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Dicas para usar portadores de bebê, na categoria de Porting on site.


Vídeo: Canguru - Usar ou não usar? (Junho 2021).