Medos

Missão cumprida. Como orientar as crianças para superar seus medos


Quando eu era pequeno, tinha medo de comer presunto por causa de uma situação um tanto traumática que vivi na infância. Pode ser um medo um pouco ridículo, mas me deu muita angústia. Da mesma forma, procuro respeitar os medos de minha filha porque sei que são reais para ela, por mais absurdos que me pareçam, como mulher adulta.

O papel dos pais em superando medos de infância É muito importante, pois devemos aprender a orientar as crianças e acompanhá-las diante de situações que as assustem. Daí em nosso site Preparamos um decálogo com algumas dicas básicas que não podemos esquecer. Não tenhamos medo de falar sobre o medo!

Segundo Daniel Goleman, um dos pais da Inteligência Emocional, o medo faz parte das seis emoções básicas ou primárias: nojo, tristeza, surpresa, raiva, alegria e medo. O medo é a angústia que sentimos diante de uma situação que consideramos perigosa, seja ela real ou imaginária. Nossos filhos e filhas sentem essa angústia em momentos em que acreditam que se sentem inferiores, situações em que acreditam que não terão sucesso, etc. E é que o medo está nos informando que eles se sentem limitados ou limitados para enfrentar determinada situação, ou seja, carecem de recursos. É por isso que o medo surge de uma aversão natural ao risco ou ameaça.

O medo em nossos filhos, e também em qualquer pessoa, pode levá-los a ficar paralisados, bloqueados e incapazes de reagir. Por outro lado, o medo também pode oferecer a resposta de fuga ou fuga, que em alguma situação seria considerada uma resposta adaptativa e de sobrevivência. O medo, como qualquer emoção, é subjetivo e vai depender de cada pessoa. Isso significa que nem todas as crianças têm medo das mesmas situações ou eventos.

Nossos filhos às vezes têm medo, e o medo é uma emoção evolutiva e faz parte do desenvolvimento do menino e da menina. E dependendo de quantos anos eles têm, ou do momento pessoal que vivem, eles terão um medo ou outro. Medo de palhaços, medo de alguns animais, medo de um pesadelo, medo de que eles não me escolham para um baile, medo de me machucar, medo do escuro ou medo de um parceiro ... São medos que podem aparecer ao longo da vida de nossos pequenos.

Então, como os pais podem ajudar os filhos? Em situações em que nossa ou filha esteja com medo, é aconselhável:

1. Legitimar essa emoção e considerá-la válida. Não podemos negar ou minimizar isso.

2. Ajude nosso filho a conhecer essa emoção e reconhecê-la, ou seja, fique atento quando estiver com medo e como seu corpo o informa disso. Isso o ajudará a se conhecer melhor e você pode até antecipar na ocasião.

3. Ouça com atenção o que eles nos dizem. Devemos sempre adotar uma escuta sem julgamentos para que eles não se sintam julgados em nenhum momento.

4. Não diga frases como “você é uma aberração”, “que besteira assustadora”, “com quantos anos você tem”… Podem ser muito prejudiciais para a autoestima e confiança da criança.

5. Estar perto da criança. Devemos levar em conta que ele está se sentindo angustiado, por isso seu coração está muito acelerado.

6. Não provoque situações traumáticas de exposição ao medo, que não beneficiem o processo. Além disso, devemos ter calma diante da situação que causa medo na criança; É o que nosso filho ou filha mais precisa naquele momento.

7. Encontre soluções juntos, descubra quais ferramentas podem ajudá-lo. Para isso, os pais ou professores podem perguntar à criança o que ela precisa para deixar de ter aquele medo que a paralisa.

8. Perceba que, na maioria dos casos, tudo o que nosso filho pensa que pode acontecer mais tarde não acontece. Dessa forma, poderemos evitar a generalização.

9. Os pais devem ser referências para eles, se nos virem com medo de que aprendam. Jamais podemos esquecer a importância do exemplo na educação dos filhos.

É preciso ter muito cuidado com os medos, pois dizem que adoram roubar sonhos ...

Você pode ler mais artigos semelhantes a Missão cumprida. Como orientar as crianças para superar seus medos, na categoria Medos no Site.


Vídeo: Tia Cecéu - Medo do escuro - desenho (Julho 2021).