Autismo

Crianças com autismo mostram como ruídos altos as afetam na sala de aula


Todos os pais e professores gostariam de entrar na cabeça das crianças para descobrir o que estão pensando. Essa curiosidade se torna uma necessidade quando vemos que eles estão sofrendo. Isso é exatamente o que acontece com crianças com autismo quando estão exposto a ruídos altos. Para aumentar a conscientização, basta comparar seus pensamentos com a água quando ela é sacudida em uma garrafa, como fizeram duas crianças com autismo no último vídeo viral. Seu objetivo era fazer com que o resto de seus colegas entendessem como suas cabeças reagem ao barulho.

Em um vídeo, gravado em uma sala de aula no Brasil, duas crianças com autismo demonstram com alguns exemplos práticos como suas cabeças reagem ao ruído. Eles explicam que o barulho ou os golpes fortes os afetam muito mais do que qualquer outra pessoa.

Os dois meninos deram uma aula para seus colegas. Neste vídeo, que foi postado no perfil 'Inclusão ou Exclusão' do Facebook, e que está chamando muita atenção nas redes sociais, os dois alunos explicaram de forma didática o que sentem quando os colegas fazem muito barulho.

Colocamos aqui alguns dos exemplos que as crianças dão para seus colegas:

- “Quando você grita na aula, parece que nossa cabeça está sufocando e entupindo”.

- “Quando ouvimos muito barulho, nossos pensamentos tremem como água nesta garrafa” (enquanto agitamos a garrafa).

Além disso, comparam seus sentimentos a um programa de televisão em que as mulheres dizem continuamente tudo o que seus maridos têm de fazer. Nesse show, eles falam tanto que as cabeças dos homens parecem que vão explodir e eles têm que colocar um botão quepressionando-o eles conseguem silenciar tudo.

As crianças explicam o quanto gostariam de ter um desses botões. No entanto, a professora acrescenta, como não têm botão, têm que aguentar o barulho e o barulho, o que causa dores de ouvido e de cabeça.

Como solução, as crianças sugerem que em um momento barulhento, professores intervêm para impedir a confusão.

Crianças com autismo costumam apresentar hipersensibilidade auditiva. Em alguns casos, essa condição pode ser controlada, permitindo que os mais pequenos tenham uma vida normal. No entanto, em outros casos, esses desconfortos podem acabar limitando completamente o dia a dia das crianças com autismo e de suas famílias.

Tanto que foguetes e foguetes, muito usados ​​em festas como carnaval, Natal e Réveillon, podem causar grande dor. Na verdade, muitos são os pais que, antes de qualquer uma dessas celebrações, clamam para que seja limitada ou Acabe com os ruídos que esses dispositivos explosivos fazem.

Os ruídos dessas explosões não prejudicam apenas crianças com autismo, mas também outras crianças que as temem, pessoas mais velhas e até cães. Muitos sofrem com esses ruídos altos. Portanto, é recomendável manter as crianças longe de ruídos altos para proteger seus ouvidos. Além disso, devemos ter em mente que a exposição contínua a esses tipos de explosões pode causar perda auditiva temporária em crianças e até perda total.

Por outro lado, não podemos esquecer que as pessoas com autismo acham muito difícil antecipar o que vai acontecer, isto é, eles acham difícil identificar as consequências das ações. Por isso, além do barulho, as crianças com autismo podem ter muita dificuldade em saber o motivo das explosões de fogos de artifício, o que causa grande confusão.

Portanto, no caso de necessariamente ter que expor crianças com autismo a uma situação em que possa haver fogos de artifício, os especialistas recomendam:

- Usar pictogramas para explicar às crianças para onde vão.

- Organize alguma outra atividade que seja um reforço depois de mostrar o pictograma. Um exemplo poderia ser assistir a um vídeo de fogos de artifício ou desenhar fogos de artifício.

- Aumente pouco a pouco o tempo de exposição aos foguetes.

A dificuldade auditiva afeta a capacidade das crianças com autismo de desenvolver e reconhecer a linguagem. Na verdade, os pesquisadores revelam que essa sensibilidade ao ruído em crianças com autismo pode ajudar pais e especialistas a identificar precocemente crianças com esse transtorno.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Crianças com autismo mostram como ruídos altos as afetam na sala de aula, na categoria Autismo no local.


Vídeo: Intervenção comportamental em crianças com TEA e outros transtornos. Cláudia Nogueira. TEDxCESUPA (Junho 2021).