Sejam mães e pais

As crianças de hoje são machistas? Educar para a igualdade começa em casa


Sempre ouvimos frases como 'Não chore, não seja um gata', 'as meninas não podem jogar futebol', 'se você dirige mal, é uma mulher', 'você corre como uma menina', 'você tem que ser forte como um homem' ... e muitas vezes não percebemos a carga sexista que carregam.

A lista de frases com conotações machistas que nossos filhos falam e ouvem até hoje é imensa. Tudo começa com o ensino doméstico, casa e escola.

Qualquer dia é bom para reivindicar isso, mas no Dia da Mulher Trabalhadora, vale mais a pena.

Se ainda hoje celebrarmos o Dia da Mulher é para alguma coisa. Embora as mulheres tenham conquistado terras antes ocupadas apenas por homens, embora tenhamos conquistado respeito e uma posição de destaque na sociedade, ainda hoje muitas mulheres continuam sendo discriminadas no trabalho e são vítimas de agressões sexuais e violência de gênero.

Segundo dados da UNICEF, na Índia, as mulheres ainda são moeda de troca nas transações familiares, mais de 110 milhões de crianças no mundo não vão à escola, delas dois terços são meninas, a mutilação genital feminina atinge 130 milhões de meninas e mulheres em todo o mundo e, em algumas culturas, preferência por meninos resulta na seleção pré-natal do sexo e no infanticídio de meninas.

São exemplos de como a desigualdade de gênero afeta as mulheres, são casos graves, tremendos, muito tristes. Você pode pensar que não te toca de perto e que é algo distante, porém, aqui mesmo, na sua cidade, no seu bairro, na escola dos seus filhos, talvez na sua própria casa, as mulheres continuam sendo subestimadas e subtraídas valor. Quão? Existem frases e crenças que ainda estão instaladas e ancoradas em nossa cultura.

Não é estranho ouvir uma criança dizer que as meninas não podem jogar futebol com eles porque ... são meninas; nem deve um pai repreender seu filho porque ele chora como uma menina; podemos até ver como as crianças riem de uma menina porque não a consideram muito "feminina". O machismo está nas escolas e, se está, é porque vem de casa.

A educação para a igualdade começa na família. Temos a obrigação de falar e ouvir nossos filhos, saber o que pensam e destruir quaisquer preconceitos que tenham. Mas, acima de tudo, temos a grande responsabilidade de educá-los pelo exemplo e cuidar das palavras e dos comportamentos que temos.

Valorizamos a forma como nos relacionamos com nosso parceiro, nosso meio ambiente e a sociedade para criar filhos que respeitem as diferenças, tratem a empatia e valorizem cada pessoa independente de seu gênero.

Você pode ler mais artigos semelhantes a As crianças de hoje são machistas? Educar para a igualdade começa em casa, na categoria Ser mães e pais no local.


Vídeo: Educadoras falam sobre igualdade de gênero na escola (Junho 2021).