Dia das Mães

Parabéns à mãe trabalhadora duas vezes


'Feliz dia mãe, a rainha do meu reino, é você mãe.' Com esta frase ou outra semelhante, seus filhos vão te acordar no Dia das Mães e vão te dar com muita emoção o presente que prepararam durante semanas na escola. Esforçaram-se por escolher as cores que mais gostaram, a decoração mais bonita e colocaram-se ao seu alcance para fazer o melhor dos presentes para a sua mãe.

Só de pensar nisso, meus olhos se encheram de lágrimas enquanto meu rosto se iluminava imaginando meus filhos no domingo. Naquele dia, esqueço tudo. Minha memória seletiva só revive os momentos melhores, mais felizes, mais ternos e mais engraçados. Com os presentes em minhas mãos, só consigo pensar na sorte que tive por ter dado a vida e no quanto eles ainda precisam de mim e podem fazer pelos meus filhos.

Nesta semana, quando Comemoramos o Dia das Mães e o Dia Internacional do Trabalhador na Espanha, os parabéns às mães que trabalham vêm em dobro. E muito se tem falado sobre a armadilha que as mulheres vivem hoje, o que nos divide em dois papéis completamente antagônicos.

Muitos deles sabem da importância da qualidade e da quantidade de tempo que se dedica às crianças e, no entanto, continuamos a lutar pela sempre difícil tarefa de a compatibilizar com o investimento de dedicação que uma verdadeira carreira profissional exige.

Muitas mães trabalham por opção, porque faz parte da nossa realização pessoal e porque é um direito nosso. Desde pequena, meus pais me ensinaram que ser financeiramente dependente de um parceiro pode amarrar uma mulher contra sua vontade quando as coisas dão errado.

Outras o fazem para sobreviver, para complementar o salário do casal ou porque decidimos enfrentar a maternidade sozinhas. Em qualquer caso, muitos de nós nos encontramos na encruzilhada entre crianças e trabalho.

É assim que chegamos a arquétipos como Mulher maravilha: perfeccionista para cumprir o papel de empregada perfeita, boa filha, esposa e mãe, boa amiga das amigas, sem deixar de ser bela e bela mulher; competitivo, com seus colegas de trabalho, e também com outras mães e esposas; e exigente consigo mesma e com os outros.

Tudo isso resulta em uma vida construída em um esquema de alto estresse e sobrecarga. Parece óbvio que uma mulher que trabalha não deve tentar copiar o modelo materno da avó de seus filhos que não trabalhava fora de casa.

Porém, quando analisamos em profundidade nossos comportamentos, vemos que tentamos fazer tudo o que eles fizeram, além de cumprir todas as nossas novas funções. A estratégia de combate geralmente é o trabalho em equipe.

É preciso compartilhar obrigações com o companheiro e com os filhos, afastando-se dos modelos estabelecidos. Antes de forçar demais a máquina, é importante lembrar o valor da mãe como centro da família, a vida começa nela, ela é a alma e o pilar mais forte na formação dos filhos.

Encarregados de preservar e preservar os valores da sociedade, os filhos recorrem a ela para se banhar em seu apoio, carinho e compreensão. Esperamos que você nos escute, nos entenda e até adivinhe o que está acontecendo conosco.

É o momento de agradecer o que ele fez por amor através da aproximação e interesse pelo que pensa, sente, quer ou precisa de nós. Não perca esta oportunidade única de fazê-la sentir que você a ama. Parabéns mamãe !!!

Você pode ler mais artigos semelhantes a Parabéns à mãe trabalhadora duas vezes, na categoria Dia das Mães no local.


Vídeo: Parabéns para todas as Mães! (Pode 2021).