Valores

6 compromissos dos pais para que os filhos saibam o que é igualdade


Mães e pais, temos uma nova missão! Os tempos mudam, eles evoluem e temos que nos adaptar a eles, então, agora com mais impulso do que antes, estamos na era da igualdade, conceito que devemos trabalhar desde a infância. Porém, educar em igualdade requer uma série de compromissos dos pais como, por exemplo, adaptar o comportamento para ser um bom exemplo para as crianças. Só então eles podem entender o que a igualdade realmente é e viverão nela.

Os pais devem se comprometer com a igualdade para garantir que a sociedade futura seja mais justa para todos. Isso significa que trabalhamos com crianças em alguns conceitos-chave desde tenra idade. Desta forma, poderão internalizá-los e canalizar todas as mensagens que lhes chegam diariamente, algumas delas desiguais.

As chaves que detalho abaixo não são para os pais que já desenvolvem essa educação desde o início da vida de seus filhos. Este artigo é para aqueles pais que ainda não sabem fazer.

Conceitos como irmandade, corresponsabilidade ou conciliação são fontes de inspiração para alcançar a IGUALDADE. Mas para colocar esse conceito em prática, precisamos ter em mente algumas chaves e assumir os seguintes compromissos.

1. Esteja informado
O primeiro dos compromissos que os pais devem assumir é aprender e ler sobre esses novos conceitos. Devemos estar dispostos a conhecê-los e formar uma opinião sobre eles. Portanto, é importante que nos dêmos a oportunidade de aprender ao mesmo tempo que nossos filhos aprendem.

2. Educar em valores essenciais
Educar em valores como igualdade e justiça é a segunda chave para nossos filhos aprenderem o que é igualdade. Para isso, são muitas as ferramentas à nossa disposição: desde contos e poemas até jogos e outras atividades de promoção de valores positivos.

3. Dê um exemplo
A melhor maneira de ensinar as crianças sobre igualdade é dar o exemplo. Em casa, esses valores devem ser compreendidos por eles, conosco como um modelo a seguir. Portanto, os pais devem se comprometer em ser o guia de que nossos filhos precisam. Mas, primeiro, devemos refletir se estamos realmente dando o exemplo que queremos para os mais pequenos.

4. Exclua algumas frases do seu vocabulário
Como terceira chave é necessário que mudemos antigas crenças, trazidas ao nosso presente e à nossa família, quando realmente correspondiam aos nossos ancestrais. Os tempos mudam e devemos revisar quais coisas, frases ou afirmações fazemos que não fazem sentido agora. Exemplo: 'Você corre como uma menina', 'As lojas são coisas de mulher', 'As crianças não choram' etc.

Se você parar por um momento para pensar, perceberá que essas afirmações podem ser muito prejudiciais para a criança que as ouve e que se baseiam em estereótipos desiguais. É melhor você apostar em uma linguagem mais afetiva.

5. Converse sobre tudo com as crianças
Outro ponto importante é parar de esconder segredos de família, guardar silêncio, contar algumas das 'mentiras inocentes' que usamos ... Não vamos brincar de esconder informações dos nossos filhos só por causa da distinção de sexo. É melhor falar abertamente sobre qualquer assunto sobre garotas ou garotos para que vocês dois conheçam as pessoas. Um exemplo disso é quando tentamos esconder dos meninos o que é menstruação.

6. Trabalhe com a autoestima das crianças
E, por último, queridos pais, não se esqueçam de trabalhar a autoestima das crianças. É melhor prevenir do que remediar, portanto, cultive e fortaleça sua confiança para que amanhã você saiba distinguir entre padrões igualitários e desiguais.

Mãos à obra!! Temos um longo caminho a percorrer, mas confio na sociedade e em nossos filhos para chegar aonde queremos, uma sociedade de igualdade para todos.

Você pode ler mais artigos semelhantes a 6 compromissos dos pais para que os filhos saibam o que é igualdade, na categoria Títulos e Valores Mobiliários, no site.


Vídeo: 8 Más Lições que Você Não Deve Ensinar Para O Seu Filho (Junho 2021).