Teatro

O rato astuto. Brincadeira infantil sobre generosidade


Representar peças de teatro É um ótimo entretenimento para meninos e meninas de diferentes idades. E, além disso, no caso deste script, é uma ótima ferramenta para ensinar-lhes diferentes valores. E é que, às vezes, não é fácil fazer com que os filhos internalizem um valor tão importante como a generosidade ou percebam o quão importante ele realmente é.

E se, em vez de ensiná-los por meio de palavras e discursos, o fizermos com uma peça divertida? Aquele que eles próprios poderão representar. Como se fosse a história educacional que você lê em voz alta todas as noites, com peças como esses meninos e meninas vão descobrir uma excelente forma de mergulhar nos valores básicos. Aqui nós oferecemos a você o roteiro de uma peça curta com os valores intitulada "The Cunning Mouse".

O rato astuto é o roteiro de uma peça de teatro destinada a transmitir valores aos mais pequenos, especificamente o valor da generosidade. É ideal como recurso educacional para professores, que podem organizar uma apresentação com seus alunos, mas também é útil para pais que desejam lê-lo junto com seus filhos e, porque não, organizar um teatro familiar.

Também foi criado para quatro personagens, para que o possam interpretar de uma forma simples e muito divertida, mas pode sempre ser adaptado para incluir mais alguns para que mais crianças participem. Você está pronto? É hora de curtir!

Descrição do Trabalho: Era uma vez um rato muito astuto, tão astuto que sempre guardava as melhores coisas para si e nunca deixava nada para os outros. Um belo dia, o leopardo chega e decide ensinar-lhe uma lição muito valiosa para mostrar-lhe que ele deve compartilhar e ser generoso com os outros. Você quer saber qual foi a lição? Pois bem, o leopardo fez-lhe ver que pouco ou nada ter muitas coisas se não as partilha e não as desfruta com os amigos.

Personagens: o rato (astuto e talvez um pouco egoísta), o leopardo, o gorila e o avestruz.

Local de atuação: Selva.

A cortina sobe. O rato está caminhando silenciosamente pela selva em um dia ensolarado.

Rato: (anda despreocupado) Que lindo dia hoje! Tenho certeza de que posso encontrar algo para me divertir enquanto estou na estrada.

(Naquele momento tem todo um colar de bananas que alguém esqueceu no caminho).

Rato: O que meus olhos estão vendo? Muitas bananas deliciosas que parecem não ter dono! Vou mantê-los todos para mim. Eles com certeza me duram muito tempo! (Enquanto isso, ele os coloca em sua mochila).

(O gorila aparece caminhando do outro lado do palco).

Rato: Amigo gorila, aonde você vai tão desanimado? Você quer vir dar um passeio comigo? Decidi que vou ao lago para beber água fresca.

Gorila: Eu gostaria, mas preciso encontrar comida para minha família e para mim antes que o sol se ponha. Então nada será visto e será muito mais difícil encontrar algo.

Rato: (Ele olha para a mochila, onde carrega as bananas, mas decide não dizer nada) Uau! Bem, boa sorte com sua lição de casa. Vou continuar em meus passos. Nos veremos outro dia.

Os dois amigos se despedem e cada um segue seu caminho. O gorila toca seu estômago e faz cara de dor porque está com muita fome. É rápido. O mouse abre a mochila e come uma banana enquanto vai para casa.

A cortina fecha.

A cortina se abre e o avestruz é visto correndo de um lado para o outro.

Avestruz: Que pena que passei! Eu vi alguns humanos a um tempo atrás e fugi deixando toda a entrada da casa sem varrer. E agora não tenho tempo porque tenho que ir buscar pedras para terminar de consertar o telhado. (Ele corre apressado de um lugar para outro).

Digite o mouse.

Rato: (Ele se aproxima ao ver o avestruz tão preocupado) Qual é o problema? Por que tanto barulho?

Avestruz: Olha o que aconteceu comigo ... Fiquei tão tranquilo varrendo a entrada da minha casa quando de repente vi alguns humanos aparecerem, fiquei tão nervoso que deixei tudo como está e corri para colocar minha cabeça dentro um grande buraco a não ser descoberto. E agora estou com tanta pressa que não consigo mais procurar pedras para consertar o telhado da minha casa.

Rato: (Sem que o avestruz o ouça). Eu não tenho nada para fazer poderia ajudá-lo, mas ...

Rato: (Virando-se para o avestruz) Nossa, desculpe! Eu estava indo para o lago buscar água para levar para casa no pote, então não posso parar para te ajudar.

Ele continua seu caminho com um sorriso malicioso e sai de cena.

Avestruz: (Ele corre em busca de uma solução) Vou ter que me apressar se quiser encontrar as pedras certas antes de escurecer. Talvez se eu olhar em volta ...

Ele se depara com o gorila que ainda estava procurando suas preciosas bananas.

Gorila: Olá amigo avestruz, em que aventura você está agora?

Avestruz: Ola gorila como voce esta Não te vejo há muito tempo. Olha só, estou procurando a melhor maneira de consertar o telhado, e também tenho que fazer rápido se quiser voltar a tempo de terminar de varrer a entrada da casa. Tu que fazes? Percebo que você está apressado.

Gorila: Sim, estou com pressa, preciso encontrar bananas para toda a família. Mas ainda tenho um tempo para ajudá-lo a encontrar a solução para o seu telhado. Quer que encontremos as pedras e as bananas juntos?

Avestruz: Que boa ideia! Mãos à obra!

O leopardo entra em cena enquanto o avestruz e o gorila parecem procurar pedras.

Leopardo: Espere um minuto, tenho que te contar uma coisa. Há pouco vi o rato passar sem nada melhor para fazer, com um cacho de bananas debaixo do braço. E ele nem quis compartilhá-los e passar algum tempo ajudando na procura de pedras.

Avestruz e gorila: (ambos surpresos) Não pode ser!

Avestruz:Ele me disse que tinha pressa em pegar água em sua panela.

Gorila: E ele me disse que não tinha o que comer ... Como é possível?

Leopardo: Acho que esse rato travesso não sabe o que é generosidade. Vamos dar uma lição nele.

Tudo em um: Sim! Vamos ensinar-lhe uma lição valiosa de generosidade.

A cortina fecha.

A cortina sobe. Entra em cena o leopardo comendo uma banana, o leopardo com uma sacola cheia de bananas e o avestruz carregando algumas pedras. Eles estão muito felizes. O mouse entra pelo outro lado da cena.

Leopardo: Como é deliciosa essa mordida!

Gorila: E como é bom curtir com os amigos.

Avestruz: E essas pedras são exatamente o que eu precisava para consertar o telhado da minha casa! Também estamos todos muito calmos porque terminamos todas as coisas a tempo.

Rato: (Parece cansado) Olá amigos, que alegria ver vocês! O que você está comendo? Tenho tanta fome! Se houver lugar para mais um, gostaria de entrar (diz ele com uma cara travessa).

Leopardo: Claro! Sente-se connosco, aqui somos todos amigos e partilhamos o que temos uns com os outros.

(O rato deu uma boa conta da sua porção e, vendo como eram bons amigos os três, sente remorso e decide contar a verdade).

Rato: Eu tenho que te dizer uma coisa.

Avestruz, gorila e leopardo: O que? (Perguntam ao mesmo tempo olhando para o lado porque já conhecem a confissão que o rato esperto tem que fazer).

Rato: A verdade é que tenho bananas em casa e também tive bastante tempo para ajudar o avestruz a procurar as pedras. Mas eu achei mais divertido apenas pensar em mim e não fazer nada pelos outros. Você pode me perdoar? Terei prazer em compartilhar as deliciosas bananas.

Leopardo: Devo confessar também que já sabia de tudo, aliás, sentamos aqui mesmo para vocês verem como é importante saber compartilhar e aprender o grande valor da generosidade.

Rato: Como você está certo! De agora em diante, farei diferente. É melhor ajudar, compartilhar e curtir a amizade do que caminhar sozinho na floresta.

Os personagens estão felizes. A cortina fecha.

Fim da peça e alguns aplausos merecidos!

Você pode ler mais artigos semelhantes a O rato astuto. Brincadeira infantil sobre generosidade, na categoria Teatro no local.


Vídeo: Jogo de perguntas bíblicas para crianças 2 episódio - Conexão Alegria (Outubro 2021).