Recém-nascido

O que são sinéquias vulvares em meninas e como são tratadas


Sinéquias vulvares, Que nome estranho certo? Você já ouviu falar o que é? Certamente se você tem uma menina que ainda não completou 24 meses, infelizmente você já teve que se informar sobre esta situação adquirida em alguns pequenos, mas que, em nenhum caso, é uma malformação congênita. A seguir veremos o que é, por que ocorre e qual é o tratamento.

As sinéquias vulvar Ocorrem em meninas, geralmente com menos de dois anos de idade, quando as bordas dos pequenos lábios da vulva se juntam, produzindo uma cicatriz que faz com que o intróito feche, parcialmente na maioria dos casos.

O diagnóstico geralmente é feito com inspeção vulvar na consulta pediátrica, de forma causal, pois como veremos adiante, a maioria das meninas não apresenta nenhum sintoma. Por que é produzido? Até hoje não se sabe ao certo qual é a causa, no entanto, essa união dos pequenos lábios tem sido associada a baixos níveis de estrogênios (característicos desta fase), processos inflamatórios como a famosa assadura, e devido à falta de higiene na área.

Sabendo disso, o que está em nossas mãos para impedir que apareça? O que podemos fazer para evitá-los?

- Efectue uma higiene adequada da vulva do nosso bebé. Devemos evitar lenços descartáveis, pois seu uso contínuo pode causar irritação na área. Vamos substituí-los por esponjas macias, água morna e sabão.

- Também vamos mudar nosso bebê imediatamente quando fez xixi ou cocô, de modo que está sempre seco. É muito importante não se atrasar nessa prática!

- Além disso Recomenda-se limpar da vulva em direção ao bumbum, para evitar arrastar as fezes para a vulva e não sujá-la com as fezes do bebê.

Com essas recomendações simples, garantimos que a vulva está sempre bem limpa, reduzindo assim o risco de sinéquias.

Uma pergunta muito comum que muitas vezes vem à cabeça dos pais é ... como minha filha pode fazer xixi? E é que, a grande maioria das sinéquias vulvar são parciais, ou seja, os pequenos lábios não estão completamente fundidos e têm um orifício por onde a urina pode escapar.

Apesar de sinéquias vulvar causam ansiedade significativa nos pais, e que desejam iniciar imediatamente o tratamento, é importante ressaltar que na grande maioria dos casos não é tratado porque, normalmente, não produzem nenhum tipo de sintoma, e a menina nem percebe que isso ter.

Porém, se nosso bebê começasse com infecções urinárias frequentes, dores na região vulvar ou febre, seria necessário avaliar o tratamento médico, claro que sempre ao lado do seu pediatra.

À medida que nosso bebê se desenvolve, as sinéquias vulvar se resolvem espontaneamente: quando ele começa a andar, andar de triciclo ou bicicleta, enfim, quando começa a ser mais independente.

No entanto, às vezes as sinéquias podem permanecer ao longo do tempo, resolvendo-se naturalmente na fase pré-púbere ou púbere, quando o número de estrogênios, característico dessa fase, aumenta. Se estamos nos aproximando da adolescência e os pequenos lábios não se separaram, seria necessário tratar, seja com corticoide local em creme, seja com cirurgia.

Como dissemos antes, esses últimos casos são excepcionais, então relaxe! Se sua filha tem sinéquia vulvar, quando você menos perceber, ela terá se resolvido espontaneamente.

Você pode ler mais artigos semelhantes a O que são sinéquias vulvares em meninas e como são tratadas, na categoria Recém-nascido no local.


Vídeo: SINÉQUIA VAGINAL EM BEBÊS, COMO TRATAR? MACETES DE MÃE (Setembro 2021).